padronagens

Padronagens

Fala rapeize, tudo certo?

Cara, hoje eu vou falar sobre padronagem e, sendo bem sincero, o cara que saca um pouquinho disso pode ter assunto para passar uma noite conversando com uma menina e deixar ela caidinha haha. Importante salientar que este post também vale #PrasMinas porque eu nunca vi Aline falar sobre esse assunto diretamente.

Antes de tudo, se você é homem e sabe o que é padronagem eu peço que repense sua carreira e corra pra algo de moda. A única desculpa que aceito é se você leu sobre no meu post das camisas estampadas. Até eu que já convivo com estes temas há anos por causa de Aline, só fui descobrir esse termo no dia que estava escrevendo o post.

Mas bem – tirando a brincadeira – pro glossário masculino, padronagem é quase a mesma coisa que estampa. Bicho, e são muitas! Confesso que eu já conhecia algumas que não são tão comuns, mas outras eu nem sabia que recebiam nomes próprios.

Vou falar um pouco de cada uma e tentar explicar do meu jeito, lá vai!

Floral

Esse é fácil, todo mundo consegue reconhecer. Hoje em dia existem muitas variações e como falado num post aqui do blog, estão em alta e dá pra usar desde o casual ao social. Mas antigamente quem é de Recife vai lembrar que só se vi algo em roupa de surfista. Quem nunca ficou de olho nas vitrines da Seaway quando era criança e queria de todo jeito uma berma florida (que naquela época ninguém chamava de floral)?

floral 01

floral 02

Listrado

Listrado é padrão clássico. Clássico nos dias hoje, podendo ser desde listras grossas até o tal do risca de giz. Mas você sabia que no passado histórico quem usava listrado era alguém alheio à sociedade? Tipo os ladrões e os loucos? Só depois começou a ser usado como pijama e roupas de serviçais. As listras só ficaram em moda a partir do século XX e até hoje vestem de times de  futebol a grandes grifes internacionais.

listra 01

listras 02

Poá

Poá vem do francês “POI”! Mentira, não tem nada a ver. Na verdade, Poá é o nome que colocaram nas famosas bolinhas. Tentei descobrir o porquê mas não encontrei. O que sei é que esta estampa começou a crescer depois que vestiu a Minnie Mouse em 1928 e depois as pin-ups na década de 50. Hoje, ele remete ao clássico e elegante.

poa 01

poa 02

Paisley

Também chamada de cashmere, eram produzidas desde o século XVII na região da Caxemira, no norte da Índia. É um tipo de grafismo que surgiu a partir das folhas de palmeiras. Inicialmente era usado nos xales indianos, mas pra nossa história recente é o tecido da bandana, sabe qual é? Nos últimos anos, também apareceram nas camisas de botão e, que por sinal, ficam muito estilosas.

paisley 01jpg

paisley 02

Pied-de-Poule

Quebra de paradigma é saber o nome desse, vá por mim! É o tal do literal “pé de galinha”. Consiste num entrelaçado de fios brancos e pretos que lembram as pegadas de uma galinha. Se os desenhos formados forem maiores ele será chamado de pied-de-coq. Com certeza você já viu muito por aí, mas podia não fazer ideia do que era.

pp 01

pp 02

Xadrez

O xadrez talvez seja a estampa mais comum entre os caras, nem que seja para se arrumar para uma festa de São João. Quase certeza que todo nordestino tem pelo menos uma no guarda-roupa. Eita festa boa arretada! O xadrez tem origem com os antigos artesãos e seus teares, afinal era o mais complexo que eles conseguiam fazer naquela época.
xadrez

xadrez 02

 

Hoje em dia, além de ter essa conotação meio country com todo os sertanejos usando por aí, ainda existem outros tipos mais exóticos que talvez você nem imaginasse que fosse xadrez:

Madras – Origem indiana e não segue aquele padrão simétrico do xadrez. Para esta padronagem o que mais importa é o colorido.

madras 01

madras

Príncipe de Gales – Não lembra o xadrez que estamos acostumado mas no início era feito em teares com linhas em tons de cinza e vestiu por muito tempo a Monarquia europeia.

pg 01

pg 02

Tartan – É o xadrez de lã usado pelos escoceses. No início eram utilizadas para definir a qual clã cada família nobre pertencia. Em tempos modernos, plebeus do mundo todo já usam e não necessariamente em lã haha

tartan 01

tartan 02

Então, pra começar acho que estes tipos de padronagens já servem pra ficar mas inteirado do tema. Ainda deixo alguns outros mais femininos pra Aline falar depois, tipo animal print, jacquard, etc.

No começo do post falei que ele te ajudaria a passar uma noite batendo papo com uma mina. Bicho, vá por mim, quando você sabe de um assunto diferente e inesperado isso te dá muitos pontos. Dá pra rolar altos elogios. “Achei massa essa tua blusa de poá!” ou “Tô ligado que esse tecido do teu vestido está na moda, vi em algum lugar. Pied-de-poule o nome, né?” dá o migué e tal. É certeza que a menina vai ficar pensando “Caramba, como que esse cara sabe disso? Ele é diferenciado” haha

Já contei para vocês que conquistei Aline usando a padronagem da roupa dela? Então, foi assim. A gente já se falava pela net, mas quando a encontrei numa festa, depois de rolar uma conversa meio rápida (pq ela estava meio assustada com uma confusão que estava rolando fora da festa) soltei uma: “Sabia que essa tua roupa combina com o sofá lá de casa?” Na verdade, não tinha nada a ver, foi só pra tirar um sorriso dela. Consegui!

Valeu galera, no final esse post foi #ProsCaras e #PrasMinas. Esperam que tenham cutido.

Aquele abraço!